Campanha de Desbaratização

A Taviraverde esclarece o porquê das baratas saírem dos colectores domésticos e grelhas das águas pluviais, após a pulverização:
- Os produtos utilizados nas campanhas são todos do grupo piretroides sintéticos, cujas matérias activas são a Permetrina e Alfacipermetrina;
- Não é autorizado pelas entidades competentes aplicar insecticidas organofosforados nos colectores acima mencionados, pelo seu grau de toxicidade elevado;
- Aquando das pulverizações nos colectores com tampas de encaixe, as baratas podem sair pelos buracos existentes nas mesmas ou pelas grelhas das águas pluviais, isto porque o insecticida actua ao nível do sistema nervoso das baratas, causando excitação nos insectos que por este motivo procuram a fuga. A sua morte acontece 3 a 6 minutos após o contacto com o insecticida;
- Acontece muitas vezes este tipo de problema (não só em Tavira), apesar do muito cuidado que se tenha. Por isso, nas zonas de restauração, edifícios públicos e outros com grande movimentação de pessoas optamos por executar adesbaratização antes do horário laboral, como temos feito em Cabanas, Sta Luzia e na baixa da Cidade de Tavira;
- Portanto é natural que os munícipes ao passarem pelos locais desinfestados possam confrontar-se com a visão de baratas a "passear" pelas ruas e/ou tentando subir pelas paredes. Para minimizar este problema, a Pragalgarve, Lda. irá reforçar a informação através de colocação de placas avisadoras das zonas desinfestadas, à entrada da Cidade e nas Freguesias.

 

 
 
© 2007 Taviraverde - Empresa Municipal de Ambiente, E.M. - Todos os direitos reservados.
Design IP Quatro - Desenvolvimento ADJ 3 Sistemas, Lda.